Páginas

segunda-feira, 6 de março de 2017

RESENHA | THE WALKING DEAD E A FILOSOFIA


Organizador: Christopher Robichaud
Editor: William Irwin
Editora: Best Seller
Gênero: Filosofia; Ética
Ano: 2013
Páginas: 96


Cometer suicídio em um mundo infestado de zumbis é moralmente aceitável?
Após o fim da civilização, somos obrigados a continuar seguindo Leis?
Zumbis ainda são pessoas?

Prepare-se filosoficamente para o apocalipse zumbi com The Walking Dead e a filosofia. A partir destas e de muitas outras questões, um grupo de renomados filósofos - baseados nos ensinamentos de mortos famosos, como São Tomás de Aquino, Platão e Schopenhauer - procura sanar as dúvidas que podem vir a passar por sua cabeça enquanto você decide se crava ou não um machado no crânio de um maldito zumbi.


Este livro foi um presente de um professor de Filosofia. Ele me deu aulas durante meu ensino médio, somente 2º ano e nem foi completo porque teve que sair. Por mais que tivéssemos pouco contato, foi o suficiente para desenvolvermos uma amizade e mesmo com sua saída continuamos conversando e nossa amizade surgiu.

Tenho um carinho muito grande por ele. Além de ser um ser humano maravilhoso que já me ouviu e me aconselhou muito, foi quem me apresentou à série The Walking Dead, lá no lançamento da sua primeira temporada em 2010. 

Não sendo suficiente, quando The Walking Dead e a filosofia foi lançado, em 2013, eu comentei com ele que queria muito comprar e adivinha, ele me deu de presente no dia do meu aniversário.

Quando recebi eu fui logo ler e demorei um pouco para terminar. Como eu estava no ensino médio e nossas aulas de Filosofia são bem por cima eu acabei não entendendo muito o livro e por isso não fiz resenha. Em 2016, já cursando a faculdade e depois de uma disciplina de Filosofia e ética, eu me senti preparada para reler.

Confesso que a experiência foi diferente e muito mais prazerosa. Por isso acredito que a gente tem que iniciar uma leitura quando se sentir preparada para poder aproveitar melhor.

Bom, The Walking Dead e a filosofia faz parte da Coleção Cultura Pop e diferente do que possam imaginar não tem uma linguagem rebuscada e de difícil compreensão. Pelo contrário é bem acessível mas aviso logo que para quem não conhece a série a leitura fica um pouco cansativa.


É um livro pequeno, dividido em 5 capítulos onde cada um tem um tema diferente que é analisado por um filósofo diferente e de um ponto de analise diferente também.

De todos eu gostei muito mais do primeiro capítulo que que faz uma excelente análise sobre a prática do suicídio no universo pós-apocalíptico de The Walking Dead. O nome do capítulo é "Optando por cair fora: A ética do suicídio em The Walking Dead" por Christopher Robichaud.

"Alguém se sentiria obrigado a continuar vivendo em um mundo tão terrível quanto o da série ou seria moralmente aceitável se matar a fim de evitar seus horrores?" (página 13)

Neste capítulo vemos reflexões sobre o suicídio. Vemos que ele pode ser sem culpa ou como autossacrifício, como forma de evitar sofrimento, de evitar a desintegração moral, enfim, são pontos de vista bem interessantes e sempre com exemplos que usam os personagens e cenas da série e dos HQ's.

Também temos reflexões sobre a ação de matar zumbis, se é moralmente aceitável ou não. Qual o efeito dessa ação no sujeito que praticou. Se zumbis são considerados pessoas com direitos, com escolhas, com vida. Enfim.

Para você que gosta da série, dos quadrinhos, que já leu os livros, que simpatiza com todo esse universo, recomendo muito a leitura desse livro.


Se já leu, me conta ai nos comentários o que achou e se tiver alguma indicação de leitura, fique a vontade.


Já conhecem o Orelha de Livro? Não? Clica Aqui!!!


Até a próxima,
Suh.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Então participa comentando abaixo ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...