Páginas

sábado, 11 de março de 2017

RESENHA | SOBRE AMIZADE


Autor: Cleusa Slaviero
Editora: Compactos
Gênero: Amizade; Relações Humanas
Ano: 2011
Páginas: 258


16 histórias reais que mostram como a amizade transforma pessoas.

"No meio do caminho tinha uma pedra. Tinha uma pedra no meio do caminho."

Os versos iniciais da poesia de Carlos Drummond de Andrade são uma das antologias poéticas mais lidas no século 20 pelos cinco continentes. Mas além da conotação política e humanista, Drummond é aclamado por transcrever o sentimento do mundo. E No Meio do Caminho é a denúncia bucólica das inúmeras faces de uma mesma história. Quando as laudas parecem esgotar-se para o escólio do poeta, uma nova possibilidade se abre. 
Em Sobre Amizade Cleusa Slaviero recria a pedra de Drummond. Nesse território por vezes inóspito, a jornalista encontrou um nicho. Enfrentou palavras que agridem e que também se revelam. Descobriu no pós-moderno o erudito quase oculto pelo emaranhado de novas ciências e tecnologias que encobrem nós mesmos. Sobre Amizade é uma redescoberta da poesia intrínseca na amizade pueril e que, mesmo tão nobre, é quase sempre camuflada, ou mesmo esquecida. Com as técnicas do new journalism a autora resgata um sentimento que hoje respira por aparelhos. Em um coma induzido as relações de amizade vão exaurindo-se aos poucos como a máquina de escrever ou o saudoso disco de vinil. Cleusa Slaviero resgata aqui o deleite da vida real. Diz ela 
que no caminho tinha um amigo. Mas antes mesmo do fim da obra descobriu vários amigos no meio do caminho...
Silvia Valim


"As pessoas que você ama mudam sua vida."

Comprei esse livro em uma feirinha daquelas de livrarias pequenas que costumam acontecer em shoppings daqui de Fortaleza/CE. A princípio eu pensei que fosse uma história só, depois vi que se tratava de 16 relatos reais que mostram como a amizade é importante de vida de alguém. 

Alguns relatos eu gostei bastante, outros nem tanto, mas a moral do livro é excelente. O que me fez gostar mais foi o fato das histórias serem reais. A autora entrevistou as protagonistas das histórias e transformou essa entrevista em belíssimos textos.

A primeira história é contata por Isabel Val. Ela relata a trágica mudança de sua vida e de sua família depois da guerra civil em Angola. A família vivia muito bem em Nova Lisboa, uma cidade da Angola. O pai continuava a administração da fábrica de sapatos da família e todos viviam muito bem financeiramente, até que chega a guerra e eles precisam largar tudo e partir.



É dai que começa todo o relato de grandes amizades despretensiosas. Depois de se inscrever em várias embaixadas, a família parte rumo ao Brasil e, para sua sorte, conhecem pessoas maravilhosas. Tanto no Rio de Janeiro quanto em Minas Gerais, a família de Isabel pode contar com o apoio e carinho de brasileiros que os tratavam como se fizessem parte de suas famílias.

"[...] amigo é justamente aquele que completa a vida de outra pessoa, assim como deve ser uma família que ama incondicionalmente." (página 31)

O segundo conto - além do primeiro gostei bastante deste também - é o relato do Eduardo Marafanti. Ele conta como sua vida mudou após descobrir que estava com Leucemia Mieloide Crônica (LMC). É muito linda sua história. Nos mostra o quão importante é ter o apoio da família e de amigos em uma hora difícil como esta.

É um livro muito leve, com relatos muito bons e que vale a pena. É ótimo para ler após uma ressaca literária ou para aliviar a cabeça depois de uma leitura cansativa. Este é o primeiro livro que leio, tanto da autora como da editora Compactos. A fonte e diagramação do meu exemplar são ótimos e adorei a divisão de cada relato que sempre começa com um pequeno resumo. 


Se já leu, me conta ai nos comentários o que achou e se tiver alguma indicação de leitura, fique a vontade.


Já conhecem o Orelha de Livro? Não? Clica Aqui!!!


Até a próxima,
Suh.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Então participa comentando abaixo ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...