Páginas

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

FILME | O MENINO DO PIJAMA LISTRADO



Título Original: The Boy in the Striped Pyjamas
Gênero: Drama; Guerra; História
Direção: Mark Herman
País de Origem:
Estados Unidos da América
Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte
94 minutos


Bruno (Asa Butterfield) tem 8 anos e é filho de um oficial do exército alemão que assume um posto de extrema importância no interior da Alemanha nos anos 40. Isto faz com que sua família deixe Berlim e se mude para uma área desolada, onde não há muito o que fazer. Em um de seus frequentes passeios, ele conhece Shmuel (Jack Scanlon), um garoto com mesma idade dele e que sempre está com um pijama listrado. Bruno passa a visitá-lo frequentemente, fazendo surgir entre eles uma amizade inesquecível que tocará os corações de todos.


Uma história já bem conhecida, contada pelo ponto de vista de duas lindas e inocentes crianças. Sabe aquele filme que é gostoso de assistir mas também da muito aflição?? Pois é! O Menino do Pijama Listrado é meu filme favorito, descobri isso ontem quando percebi que era a sexta vez que eu o assistia.

Sempre choro nas mesmas cenas, sempre me encanto em outras e não consigo mais assistir duas cenas do filme pois elas mexem muito comigo. 

O filme se passa na Alemanha nazista, naquele terrível momento do holocausto. Bruno é um garoto lindo e muito sonhador que mora em Berlim com seus pais e sua irmã mais velha. O pai de Bruno é do exército alemão, sua mãe (interpretada pela maravilhosa Vera Farminga) é uma mãe exemplar e dona de casa. Já Gretel, sua irmã, é uma jovem que está na adolescência, fase em que os jovens são confusos e fazem escolhas baseadas na cabeça dos outros.

Bruno é muito feliz pois adora sua casa grande e é cheio de amigos que, assim como ele, adoram explorar. Mas seu pai é promovido, se eu não me engano ele vira Capitão ou é outro cargo de importância também (assistir seis vezes e não sei ainda kkkk), por isso eles precisam se mudar para uma área mais isolada e perto de um campo de concentração, onde o pai de Bruno vai trabalhar.

Pinterest


Chegando lá, o pequeno Bruno começa a se sentir sozinho e muito entediado. Nem ir a escola eles podem, então a escola vai até eles através de um professor particular que tem a função de passar o amor à nação deles e ódio aos judeus.

Bruno é proibido de brincar no quintal da casa, já que há a presença de alguns judeus empregados de vez em quando, por isso fica somente na parte da frente. Um dia ele consegue ir para os fundos e através de uma janela ele pula para a mata. Se sentindo livre de novo, o garoto começa a fazer o que mais ama, explorar. Em um certo momento ele chega aos muros da fazenda que sempre vê pela janela do quarto de seu quarto.

Ai começa a parte linda do filme. Essa fazenda é um campo de concentração, mas Bruno não sabe do que se trata e muito menos consegue entender o porque de tanto ódio por judeus. Ele é só um menino de 8 anos que quer brincar e ver todo mundo bem.

Ao se aproximar dos muros do campo de concentração, Bruno avista outra criança e corre para falar com ela. Esta se chama Shmuel, um garotinho judeu, de também 8 anos de idade, que também se sente sozinho e não entende o porque de tudo que está acontecendo nesta guerra covarde.

Bruno passa a visitar Shmuel todos os dias, levando comida e brinquedos para ambos se divertirem. Amo as conversas deles, pois, com toda inocência do mundo, eles ficam se perguntando porque os judeus são colocados nesta "fazenda", porque passam o dia todo de pijama e não podem nem sair.


Pinterest


São duas realidades abordadas no filme: um garoto rico e filho de militar; um garoto que teve tudo tirado de si, perdeu os pais para o nazismo e vive trabalhando e apanhando. Uma amizade totalmente improvável.


O ponto maravilhoso do filme é que ele não acaba por ai. Essa amizade vai trazer consequências para ambos. Bruno e Shmuel não imaginam o que esta por vir e os pais de Bruno também não perdem por esperar.

Não sei se consegui passar todo o meu amor por esse filme através dessa resenha. Mas espero que pelo menos eu tenha conseguido acender uma pequena chama de curiosidade em você.


Trailer






Como vocês devem saber, o filme é baseado em um livro homônimo. Ainda não li, mas pretendo ler e fazer uma comparação entre ele e o filme.

"Uma coisa é certa: ficar sentado se sentindo infeliz não vai mudar nada." (O Menino do Pijama Listrado)

Não esqueça de deixar seu comentário!!


Até a próxima,
Suh.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Então participa comentando abaixo ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...