Páginas

terça-feira, 3 de maio de 2016

A GENTILEZA ENCANTA

Tumblr

"Para que preciso de pés quando tenho asas para voar?" – Frida kahlor 

Hoje está sendo um dia maravilhoso, apesar de eu ter tomado banho de chuva, sem querer, por conta do clima aqui em Fortaleza que não se decide e de outras coisinhas meio chatas. O importante é que estou feliz e por mérito alheio. Vou explicar..

Na maioria dos dias e das horas eu estou estressada porque fico muito irritada com gente mal educada. Para chegar na faculdade eu pegava dois ônibus e um deles era o terror de todas as minhas manhãs. Sempre lotado e o pior que é de gente feia e mal educada. Aquele tipo de pessoa infeliz com a vida, frustrada e por isso não quer ver ninguém ao redor feliz. Dai fica empurrando os outros, arranja confusão por tudo, finge que tá dormindo para não dá o lugar à alguma pessoa que precise mais, enfim. Tudo isso me tirava muito sério e eu já chegava na aula mal, com abuso de gente.

De uns tempos pra cá eu resolvi pegar outra condução, como este não passa pelo terminal eu vou direto sem ter que usar aquele tal ônibus dos inconvenientes. Logo notei uma melhora pois não é tão lotado quanto o outro e as pessoas são mais educadas. Resultado? Passei a ir para a faculdade de boas e não cheguei mais estressada.


O problema do dia de hoje (02/05/2016) é porque eu sai sem guarda-chuva por conta que o clima estava tranquilo, com o sol surgindo aos poucos e sem aquelas nuvens pretas apontando uma tremenda chuva. Tudo bem, cheguei na parada e depois de umas 10 minutos meu ônibus chegou. Fui só alguns minutos em pé, logo um assento vagou e eu me sentei, graças a Deus pois minha faculdade é um pouco distante e o transito só piora.

Antes de chegar na metade do caminho, o Sol fui sumindo e dando espaço para as nuvens escuras. Logo fiquei tensa pois estava sem o guarda-chuva. Como eu temia, começou a chover - um pouquinho, depois engrossou e depois parou. Aqui em Fortaleza sofremos com o clima indeciso constantemente.

Quando, finalmente, cheguei na parada que sempre desço a chuva já tinha passado mas nada do Sol aparecer. Logo aproveitei para chegar na faculdade antes de começar a chover de novo. Mais da metade do caminho entre a parada e a faculdade onde estudo, a chuva veio e veio sem pena. Era forte mesmo, de um jeito que eu não conseguia ver nada direito. Para piorar minha situação, não tinha nada para eu ficar acuada esperando a chuva diminuir ou parar sem ficar toda molhada.

Mas, quando eu menos espero, eis que surge uma mulher ao meu lado e fala: - Vem, fica aqui no meu guarda-chuva comigo. Obedeci e lá fiquei até conseguirmos atravessar a rua. Já do outro lado, ela perguntou para onde eu ia e quando disse que estava indo para a faculdade loga adiante, a moça falou que poderia me deixar em um certo ponto com coberta porque teria que entrar em uma rua antes do meu destino. Quando chegamos no tal ponto com coberta, um bar de esquina, eu, muito surpresa, agradeci e por enquanto que a chuva não parava fiquei pensando sobre essa gentileza inesperada e que me deixou muito feliz em saber que ainda existem pessoas que se importam com o próximo.

Já no final da aula, quando desci na parada perto da minha casa, fiquei na faixa de pedestre esperando os carros passarem para eu atravessar em segurança. Aqui em Fortaleza, nas periferias, nos bairros de classe média e média baixa, as pessoas não tem a educação de parar na faixa para o pedestre atravessar. Isso acontece mais em bairros burgueses, elitizados. 

Hoje eu não passei nem um minuto e quando menos espero, de novo, uma moto para na faixa e dá sinal de luz avisando que eu posso atravessar. Assim fiz e quando chegou do outro lado da rua, olhei para o motoqueiro e agradeci bem surpresa e feliz. Ele sorriu e falou "de nada".

Até chegar em casa fiquei pensando sobre esses dois atos de gentileza. Assim que entrei vim logo ligar o computador para desabafar sobre isso. Agora que já falei sobre o que tanto me deixou feliz hoje, percebo que foram coisinhas pequenas, para muitas pessoas, insignificantes, mas em um mundo tão egoísta, individualista e intolerante, pequenas ações como estas que me aconteceram hoje fazem toda a diferença no nosso dia.

Moral da história: Aquele famoso ditado "Gentileza gera Gentileza" é muito clichê porém uma verdade incontestável. Precisamos ser mais gentis, prestativos com o próximo. Assim nossa convivência em sociedade se tornará mais agradável.

Já te aconteceu de ser surpreendida por boas ações de pessoas estranhas? De alguém simplesmente tirar um tempo da vida dela para te fazer um bem sem nem te conhecer? Ou já aconteceu o contrário, de você ser a pessoa que ajuda? Me conta ai nos comentários e vamos conversar um pouco!!



Até a próxima, 
Suh.

2 comentários:

  1. Se metade das pessoas agissem asssim nossa cidade e país seria bem melhor, como você destaca as pessoas são frustradas e cansadas não querendo a felicidade alheia. O que nos resta é tentar ser gentil <3 Um texto como esse mostra que ainda há esperança ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siim, Olie, ainda há esperança, ainda há pessoas boas e eu fico muito feliz em enxergar isso no meu dia-a-dia. *-*

      Excluir

Gostou? Então participa comentando abaixo ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...