Páginas

quinta-feira, 24 de março de 2016

RESENHA | THE WALKING DEAD | A QUEDA DO GOVERNADOR #2


Autor: Robert Kirkman e Jay Bonansinga
Editora: Galera Record
Gênero: Ficção; Terror Americano
Ano: 2014
Páginas: 308

Michonne finalmente conseguiu sua vingança. E parece que dessa vez nem o Governador será capaz de se recuperar. Ao encontrá-lo espancado, mutilado e com um fio de vida, Bruce e Gabe acham que Woodbury perdeu de vez seu líder.
Mas o ódio e a vontade de retaliação podem gerar forças que ninguém imagina. Depois de uma semana em um estado de semicoma, o Governador está de volta. Perdeu um olho e um braço, mas sua sede de vingança continua inabalável; Philip Blake irá até o inferno se for preciso para acabar com todos os habitantes da prisão, principalmente aquela que quase o destruiu.
Enquanto isso, Lilly Caul tira suas forças de um sentimento bastante oposto:ela faria de tudo para manter seu bebê ainda não nascido em segurança. Assim como Austin faria. Os dois veem na gravidez dela um último sinal de vida naqueles tempos de morte, e manter WoodBury em segurança pode ser a única esperança de uma vida quase normal. Mas isso implica dá total apoio ao Governador, mesmo que seja para exterminar outros seres humanos.
No entanto, a cada investida frustada contra a prisão, mais cega fica a obsessão de Philip e maior é o número de tragédias, o que leva Lilly a repensar o objetivo de tudo aquilo.


"[...] quando não existe mais certo ou errado, como saber qual caminho seguir?" (Orelha do livro)


Mais um livro de TWD que me surpreende positivamente. Esta resenha é da continuação de The Walking Dead - A Queda do Governador Parte 1. Sim, recomendo a leitura também, mas claro, na ordem de publicação.

Não falarei muito sobre a história porque como é continuação pode ser que saia spoilers. Mas o importante e o resumo irei comentar pois a sinopse que coloquei (tirando da orelha do livro) já fala bastante sobre a trama.

Bom, no livro passado Michonne se vinga e destrói o Governador. Em uma briga "pau a pau" ela consegue fazer o que quer com ele, isso inclui arrancar um olho dele, um braço e uma perna. A sessão tortura não foi tão rápida como parece, mas estilo ditadura. Começando pela pressão psicológica (com ela comentando algumas coisas que ia fazer com ele e sabemos que a imaginar mata a gente antes mesmo das coisas acontecerem), seguindo da tortura física.

Depois do terror que Philip Black passou, sua atual rival vai embora e dois "homens" do Governador, Bruce e Gabe, o encontram em seu apartamento todo ensanguentado e em uma situação que, aos olhos de qualquer um, ele seria dado como morto.

Mas como a sinopse muito bem falou, "o ódio e a vontade de retaliação podem gerar forças que ninguém imagina". Foi exatamente isso que aconteceu.

Como o único médico que tinha em WoodBury fugiu para a prisão junto com sua assistente, restou somente Bob, ainda um bêbado e morador de rua mas o único que poderia ajudar Philip no momento. Os moradores da cidade, muito acomodados e sempre escondidos debaixo das assas do seu protetor, o Governador, tiveram de ser enganados sobre a situação de seu líder para polpar preocupação e não causar alvoroço.

Lilly, depois que descobre o que realmente aconteceu com Philip, espalha para as pessoas que ele saiu com uns homens para caçar e naturalmente ela começa a assumir o poder na ausência do Governador.

Junto a isso, na enfermaria, Bob cuida dos ferimentos de Black que está em um estado de semicoma. As coisas em Woodbury passam uns apertos, mas tudo de resolve aos poucos. Lilly só quer muito proteger a unica morada que ela tem para dá uma vida boa ao seu bebê que ainda não nasceu. O instinto materno a deixa cheia de esperança e pensativa sobre até onde ir para proteger aquela cidade.

Imagem da HQ. Philip encontrado em seu apartamento.


Depois que o Philip acorda, reuni a população da cidade para uma reunião e aproveitando seu estado de torturado, ele começa com seus discursos de bom moço, passando uma mensagem de que precisam lutar, enfrentar quem ameaça a paz deles e daquele lugar. Um discurso lindo, digno de um líder forte, porém carregado de ódio. 

Quem acompanha os livros sabe que toda essa sede de vingança já virou pessoal, ele pode até querer salvar a cidade e as pessoas que lá moram, mas com certeza ele quer se vingar de Michonne e dos moradores da prisão.

Assustados e com medo de morrer. Os moradores aceitam e começam os preparativos para atacar seus inimigos. Abastecem caminhões com comida, água e armas. Deixam WoodBury totalmente sem proteção, mas o foco do Governador no momento é outro.

Nesse conflito muito coisa acontece e o final do livro deixa um gostinho de quero mais. Quando terminei de ler, faz um tempinho, ainda não tinham divulgado que teria uma continuação. A principio era uma trilogia e agora já tem cinco livros publicados. Alguns leitores ficaram chateados porque esse livro não termina fechando a história totalmente. Muitos personagens ficam sem final, mas quando o Grupo Editoral Record anunciou a continua (The Walking Dead - Declínio) todo mundo vibrou e, assim como eu, ficaram loucos para saber o final dessa história.

Ainda não tive a oportunidade de ler, espero conseguir esse ano ainda e estou torcendo para que seja o último livro. Não aguento mais terminar uma história e ficar na angustia de saber o final e tendo que esperar um ano para descobrir.

Eu gostei bastante da capa, não segue um padrão de cor das anteriores mas tem a ver com a história. A diagramação é muito boa também, para meu gosto a fonte e o espaçamento estão ótimos. A única coisa ruim é que as folhas vão ficando amareladas com o tempo.

Se você já esse livro, comenta o que achou e vamos conversar um pouco.


Já conhecem o Orelha de Livro? Não? Clica Aqui!!!


Até a próxima,
Suh.

2 comentários:

  1. Não gosto muito de livro assim, mas a história é interessante!

    beijos,
    www.thalitamaia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo. Mas leia o primeiro livro como experiência pra ver se vai gostar.

      Excluir

Gostou? Então participa comentando abaixo ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...