Páginas

domingo, 15 de novembro de 2015

RESENHA | SEGUNDO EU ME CHAMO ANTÔNIO


Autor: Pedro Gabriel
Editora: Intrínseca
Gênero: Frases Poéticas
Ano: 2014
Páginas: 189


Antônio é personagem de um romance que ainda vai ser escrito, o que não o impediu de chegar às livrarias e se tornar um best-seller com mais de 150 mil exemplares vendidos, graças à poesia e à irreverência das frases e desenhos que rabisca em guardanapos, entre um chope e outro. Em Segundo - Eu Me Chamo Antônio, ele revela em pequenos textos suas paixões, suas inspirações e seu rico mundo interior, onde girafas falam de amor, bailarinas beijam palhaços e poetas escrevem rimas bonitas em pequenos pedaços de papel descartável.
Dessa vez, ele explora os limites dos guardanapos em ilustrações que pontuam todo o livro e revela seus pensamentos mais profundos em páginas do caderno em que escreve pequenos  fragmentos de prosa poética que narram  sua busca permanente por um grande amor.
Ao final o leitor é convidado a compartilhar de um segredo de Antônio: a história de uma paixão revivida com poesia, humor e melancolia num texto batizado de "Lembrança portátil". O resultado é muito romântico - como não poderia deixar de ser.


Voltei, finalmente, e com resenha!!!!! Sei que adoram resenhas e eu queria que meu tempo fosse maior. 24 horas não estão sendo suficientes para eu resolver tudo que preciso. Alguém tem alguma solução? Helpppp!!! 
Como já notaram, pelo título do post e foto, a resenha é sobre o livro Segundo - Eu Me Chamo Antônio, do Pedro Gabriel.
Sim, já fiz resenha do livro um, cujo título é somente Eu Me Chamo Antônio, e você pode conferir clicando AQUI!
(NÃO ESQUEÇA DE ABRIR O LINK EM UMA NOVA ABA PARA PODEr CONTINUAR LENDO ESTA RESENHA)
Esse ano, fui ao lançamento desse último livro do Pedro e simplesmente adorei tudo! O evento, os livros, os autógrafos e, claro, o autor mais lindo que foi muito simpático e atencioso. Se caso você não viu o post que fiz falando do lançamento, pode conferir clicando AQUI!
(NÃO ESQUEÇA DE ABRIR O LINK EM UMA NOVA ABA PARA PODE CONTINUAR LENDO ESTA RESENHA)
Ilustrações das páginas 104 e 105, respectivamente.
Neste segundo volume, além das lindas frases e desenhos que o Pedro Gabriel desenha em guardanapos entre um chope e outro no Café Lamas, temos a oportunidade de ler trechos de prosas poéticas que ele escreve em seu caderno.
Todos esses trechos nós deixam tão íntimos do autor pois até as observações e rabiscos que ele fez foram para o livro.
É cada um mais lindo e apaixonante que o outro. São textos românticos, que falam de saudade, amores não correspondidos, amores ardentes. Tem um que o título é Saudade e eu gosto bastante. Uma parte dele é assim:
"Precisei abastecer a sua ausência tecendo seu retrato nas linhas confusas da imaginação, no pano impreciso das minhas mais belas lembranças." (pág. 15)
Minha edição é a primeira, de 2014, capa brochura e as páginas, assim como do livro um,  é um tipo grosso com cheiro de jornal (muito bom, por sinal). A orelha do livro é bem grande, quase do tamanho da capa e no final do livro tem um sumário com todas as frases digitadas, na ordem em que aparecem no livro, caso não dê para entender a letra do Gabriel.
Já tiveram a oportunidade de ver esse lindo trabalho do Pedro Gabriel?? Se quiser contar o que achou do livro e me dá dicas de leitura, sinta-se a vontade pois a parte dos comentários espera por você.
Até a próxima,
Suh.
Já conhecem o Orelha de Livro? Não? Clica Aqui!!!
 


2 comentários:

  1. Olá, tudo bem??

    Eu já li diversas partes do livro na livraria mesmo... Gostei muito de seu trabalho, ainda espero algum dia comprar o livro pra ter em casa. O "Saudades" eu ainda não conhecia, mas já me apaixonei por ele também!

    XOXO
    umnovo-roteiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No dia do lançamento eu li o livro um inteiro na fila, esperando chegar minha vez de receber o autografo dele rsrsrs. "Saudade" é um texto lindo mesmo!!

      Excluir

Gostou? Então participa comentando abaixo ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...