Páginas

sábado, 9 de maio de 2015

DESABAFOS DA VIDA..

We Heart It

Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar autor da própria história. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “não”. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.”  - Augusto Cury.  


Oi amores, tudo bem?

Estou no primeiro semestre do curso de Serviço Social e em processo de adaptação porque a faculdade é um mundo totalmente diferente daquele que vivemos no colegial.

Passamos cerca de 12 anos (fundamental I, II e médio) em um ambiente com regras muito diferente das que encontramos na faculdade. Costumo dizer que quando começamos o ensino superior, começamos a entender de verdade o mundo e como tudo funciona.


A faculdade é uma porta para uma nova dimensão e quando ultrapassamos essa passagem muita coisa muda em nossa vida.


Para começar, precisamos de mais responsabilidades já que não temos coordenadores e professores que ficam sempre no pé, nos ajudando e mastigando tudo pra nós.


No ensino superior é preciso ter a mente aberta para coisas novas porque a gente vê de tudo: desde estilos e gostos até pensamentos totalmente contrários aos seus.


É preciso está disposto à mudanças, é preciso ter consciência que agora quem faz, de verdade, seu caminho é você. É preciso dedicação porque estaremos estudando algo que escolhemos para ser nosso ganha pão. Por conta disso, é preciso ter muito mais consciência, responsabilidade e noção do que quer porque o tempo não para e cursar algo que você não gosta de verdade é muito ruim e frustrante.


O bom da faculdade é exatamente isso, você estudar algo que te dá prazer e assim se esforçar ao máximo para no fim das contas você poder olhar pra trás e ter a sensação de dever cumprido. Sentir que valeu a pena.


Terminei meu terceiro ano em 2013 e fiz o Enem porque queria cursar Psicologia. Não consegui pontos o suficiente para ingressar na Universidade Federal do Ceará e por conta disso resolvi tentar de novo e passei 2014 inteiro sem estudar. Eram umas férias prolongadas.


Esse ano que passei sem estudar, sem trabalhar, já que recebo pensão e por isso não tenho a necessidade de um emprego agora, foi bom pra mim? Até a metade do ano foi maravilhoso.


Descansei muito, saí muito, curtir muito, dormir muito. O problema é, "mente vazia oficina do diabo". No fim das contas eu comecei a ficar doente.


(vou desabafar aqui porque não converso com as pessoas e isso de ficar guardando tudo pra mim ta começando a me deixar ruim, então, por favor, tentem entender e não julgar) 


Em agosto, eu não tinha mais vontade de sair, nem de ler, nem de assistir. Só queria ficar trancada no meu quarto, deitada e olhando pro teto ou dormindo.


Nesse momento eu já tinha me decidido que não queria mais cursar Psicologia devido a uma palestra que fui na Universidade de Fortaleza e lá percebi que essa profissão é linda, mas estudá-la a fundo não é algo que eu queira.


Essa mudança piorou mais ainda meu estado porque eu comecei a me preocupar com coisa pouca. Não sabia mais o que cursar na faculdade, me sentia inútil, irresponsável, feia e nem post pra cá eu conseguia fazer.


Passei agosto, setembro e outubro assim. Emagreci 10 quilos e passei a pesar 35kg (muito perto de chegar ao estado de anorexia) e foi ai que minha mãe me levou ao médico e fui diagnosticada com começo de depressão (de novo) - eu já tinha tido uma vez, faz um tempinho, por conta de problemas pessoas.


Comecei um tratamento mas não terminei porque detesto tomar remédio. Comecei a malhar porque atividade física ajuda a melhorar o funcionamento do organismo e ajuda na melhora da depressão e ansiedade, mas parei porque odeio malhar.


Vi que eu precisava muito mudar porque eu estava muito mal. Comecei a focar na faculdade porque eu precisava sair desse mundo parado. Pensei nas opções que eu tinha escolhido para colocar no Sisu (sempre dentro da área de humanas), daí lembrei do curso de Serviço Social e fui pesquisar mais sobre ele.


Vi que era um curso ótimo e que parecia muito comigo. Apesar de muita gente chegar pra mim e dizer que esse curso não dava dinheiro e por isso eu fizesse outra coisa, continuei na minha escolha e me matriculei na faculdade.


Eu sempre dizia para as pessoas: eu sei que o curso que escolhi não dá dinheiro e não é valorizado como deveria, mas não busco enriquecer financeiramente (quero dinheiro claro, mas quero para ter condições de comprar minhas coisinhas, minha casa, meus livros, meu carro, enfim..) eu busco uma profissão que me dê prazer ao realizá-la. Uma profissão que deixa feliz ao acordar de manhã cedo para ir trabalhar, que me deixa sempre motivada a crescer mais.


Quero ser uma profissional de qualidade, reconhecida pelo meu excelente trabalho e pela minha dedicação. Não terei isso fazendo algo buscando somente o dinheiro porque isso eu terei e só depende do meu esforço.


Quando comecei a faculdade as coisas começaram a voltar ao normal e eu melhorei bastante. Muita coisa está mudando em minha vida esse ano e só tenho a agradecer porque são mudanças maravilhosas.


Ainda tenho muito o que aprender e viver mas tudo tem seu tempo. A paciência é um virtude e eu só quero ser feliz.


Muitas energias positivas pra vocês e que eu atraia muito mais coisas boas!




Até a próxima,
Suh.

6 comentários:

  1. Oi, Suh!
    Amei esse seu texto. Porque passei por uma fase muito parecida; eu havia terminado o ensino médio, tinha entrado na faculdade mas acabara abandonando o curso por não ter me encaixado nele, e passei então um período sem trabalhar nem estudar. Foi uma época muito depressiva, mas graças a Deus tudo passa. Conheci pessoas legais, decidi que era hora de agir mais. Mas a crise dos 20 ainda continua, rsrs. Agora estou me preparando pra voltar pra facu.
    Boa sorte pra vc na faculdade, e que tudo dê certo em sua vida! Abraços!

    Diego.

    pecasdeoito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own Diego, muito obrigada pela força. Que bom que tudo passa e que você está reagindo, isso é o que importa. Também ainda estou na crise dos 20, kkkkkkk. Boa sorte também e que nessa escolha você tenha muito sucesso. Beijos *-*

      Excluir
  2. Parabenizo-lhe pelo belo texto, bela reflexão! Curti sua Fan page, quando tiver tempo dá uma passada no blog, forte abraço, só clicar no nome.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Que bom que gostou, fico feliz. Irei visitar o seu blog sim *-*

      Excluir
  3. Olá Suh,

    Muito tocante seu texto e sua sinceridade. Que bom que você virou a página! Não existe nada mais entusiasmante, que nos preencha tanto, do que acordar com a perspectiva de ir para um trabalho que realmente amamos. E ainda mais a sua escolha de profissão faz com se saia da "casca", que leve o olhar para o outro, sem ser para o próprio umbigo. Muita sorte, força e paz no seu caminho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own!! Obrigada, de verdade. Fico feliz quando vocês vêm nos comentários e me dão mais força. *-*

      Excluir

Gostou? Então participa comentando abaixo ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...