Páginas

terça-feira, 24 de março de 2015

FILME | AS VANTAGENS DE SER INVISÍVEL


Título Original: The Perks of Being a Wallflower 
Gênero: Drama; Romance
Direção: Stephen Chbosky
País de Origem: EUA
103 minutos


A história é narrada por um adolescente tímido e impopular que descreve a sua vida em uma série de cartas para uma pessoa anônima e explora as fases difíceis da adolescência, incluindo o uso de drogas e sexualidade.



Bom, quem acompanha o blog sabe que já fiz uma resenha sobre o livro As Vantagens de Ser Invisível, por conta disso não falarei muito a respeito da história porque deixarei o link da resenha para que vocês - que ainda não leram - tenham uma noção do que se trata a trama.

Link da resenha >> AQUI <<

Não gosto muito de adaptações literárias, já falei isso aqui em alguns posts. Sei que uma adaptação não precisa ser fiel ao livro - um exemplo disso é The Walking Dead, que a série baseada nos HQ's não segue a mesma linha de acontecimentos - mas a gente sempre se apega mais a um lado e no caso das adaptações eu prefiro muito mais as versões originais (livros) - mas no caso de TWD eu prefiro muito mais a série, é minha queridinha.

O filme As Vantagens de Ser Invisível não é ruim. Até que gostei bastante e foi através dele que percebi algo na qual me deixou chocada e que durante a leitura eu não tinha percebido.

Charlie é um adolescente que está iniciando os estudos no ensino médio. Muito introspectivo, ele tem uma meta: fazer esse ano ser diferente.

Recentemente ele perdeu seu único e melhor amigo e agora está mais sozinho do que nunca. Isso lhe dá mais forças para fazer com que essa nova etapa em sua vida de estudante seja diferente e deixe marcas positivas em sua vida.

No inicio ele ver que muita coisa pode lhe acontecer, boas e ruins. Gosta logo de cara de um carinha que imitou seu professor na sala de aula. O garoto em questão se chama Patrick e realmente é uma pessoa maravilhosa - totalmente o oposto de Charlie, não que ele seja chato kk.

Patrick é alto, lindo, engraçado, alegre, extrovertido e que gosta de viver a vida loucamente junto de sua irmã Sam.

Sam é uma garota linda, simpática, extrovertida como o irmão, sempre cheia de amigos, popular mesmo.

Durante uma partida de futebol do colégio, Charlie  encontra Patrick torcendo na arquibancada e resolvi criar coragem para falar com ele. 

Patrick o recebe com muita simpatia e deixa logo Charlie a vontade. Em seguida Sam chega e uma certa admiração acompanhada de paixão começa a rodear o trio. Não só a paixão, mas uma linda e sincera amizade.

No livro, Charlie realmente se apaixona por Sam, mas ela só senti uma admiração muito grande por ele, não chega a ser paixão, forte como o Charlie sente. Já no filme eles fizeram os dois se apaixonar e isso tirou aquela magia do adolescente se apaixonando pela amiga do terceiro ano, mais velha, mais experiente  e que está indo para a faculdade.

Bom, Tem outras coisas do filme que não me deixaram satisfeitas como o fato de passar muito rápido e cortar certos momentos emocionantes da história.

E algo em relação ao livro e filme que me deixam doidinha: a inocência e lerdeza irritantes do Charlie. Entendo que a falta de experiência dele contribui pra isso, mas fico abismada com certas atitudes ingênuas dele.


Trailer




Até a próxima,
Suh.

2 comentários:

  1. Um dos meus filmes favoritos que, assim como o livro, é genial <3

    http://ruasazuis.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é muito bom mesmo. Não está na minha lista de favoritos, mas eu gostei dos dois.

      Excluir

Gostou? Então participa comentando abaixo ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...